sábado, 25 de agosto de 2012

Luciano & Damaris - O som do Talento

Damaris Ortiz & Luciano Belgrado, cantam juntos desde março de 2007

Damaris e Luciano são casados. Luciano é músico gaúcho, profissional desde 2000, trabalhou na região Metropolitana de Porto Alegre, Guaíba e região Carbonífera do Rio Grande do Sul, com música ao vivo para bares, cafés, pizzarias, churrascarias, shoppings e eventos. Damaris é cantora ituana, sempre atuou em eventos, casamentos e já fez backing vocal em estúdio. Além disso, sempre esteve envolvida com corais e grupos musicais de Itu e região.
Com um extenso repertório, a dupla tem o intuito de produzir música para todos os gostos. Hoje são mais de 800 canções em sete idiomas, como Português, Inglês, Espanhol, Italiano, Japonês, Finlandês e Francês. Com estilo bastante eclético, abrange desde o Pop e o Pop Rock Nacional e Internacional até clássicos da MPB e da Música Romântica. “Sempre adaptamos nosso repertório ao tipo de público que está conosco. Em cada apresentação, as pessoas podem ouvir músicas atuais e de sucesso, que são temas de novelas e que estão entre as mais tocadas nas principais rádios. Além disso, damos abertura para a platéia interagir conosco e sugerir o que quer ouvir”, diz Damaris.
“Queremos que as pessoas que nos assistem, se arrepiem ao ouvir nossas músicas, que elas sintam a mesma emoção que nós sentimos ao tocar e cantar”, conta Luciano.
Damaris & Luciano fazem apresentações de violão e voz, em bares, restaurantes, festas, churrascos, casamentos e eventos sociais de todo o interior de São Paulo e em alguns estabelecimentos do Rio Grande do Sul, mas afirmam que o próximo passo é expandir este trabalho a mais localidades. “Além disso, temos várias músicas próprias, que estão sendo trabalhadas e preparadas para projetos futuros”, enfatiza a dupla.

Conheça o som de Luciano & Damaris:
O Importante é ser
Perigosas
 
Cantores servos do senhor. Somos um casal de levitas ... amamos nossa familia e o Deus que servimos! Acessem nosso blog. Nos acompanhe pelo Facebook.

quinta-feira, 23 de agosto de 2012

Fernando & Sorocaba - Novo Clipe desse Talento duplo

A dupla Fernando & Sorocaba traz o Talento aos palcos

Em uma mistura de country americano com pop/rock romântico, a dupla Fernando e Sorocaba leva toda essência de dois experientes cantores nos embalos da musicalidade que encanta e surpreende seus fãs.
O talento e o bom humor são características essenciais dessa dupla que, conquistam cada vez mais o público. Fernando e Sorocaba apostam na mistura de ritmos e na diferente forma de levar o sertanejo para o Brasil e o Mundo.


Assista o mais novo clipe de "Do tamanho do nosso amor":
FERNANDO
Nasceu em Ji- Paraná (RO). Ele perdeu as contas de quantas vezes subiu no guarda-roupa do avô para roubar o violão. Começou a se envolver com a música aos sete anos de idade. Há quatro anos foi apresentado ao Sorocaba e a parceria rendeu bons frutos, juntos, estão escrevendo uma nova história na música sertaneja.
SOROCABA
Nasceu em São Paulo, capital. Foi criado entre a selva paulistana e a rotina caipira da fazenda da família em Sorocaba (SP), de onde surgiu o apelido. De lá também herdou a paixão pelo country americano, cavalos e esportes em laço, no qual se tornou campeão de várias provas. Sorocaba, com suas composições próprias conquistou o público londrinense nas festas e boates. No segundo ano de faculdade já pagava as contas graças as suas canções. A Biografia completa e todo o Talento de Fernando & Sorocaba você confere no site oficial da dupla

segunda-feira, 25 de junho de 2012

Fátima Bernardes trajetória de Talento

"Encontro com Fátima Bernardes" mostra o novo talendo de Fátima Bernardes

Aproveitando e estréia do novo programa da Globo, "Encontro com Fátima Bernardes", que estreia hoje segunda-feira (25), vamos relembrar uma carreira de talentos dessa mulher, que sempre entrou em nossas casas por 14 anos, atrás da bancada ao lado do marido, William Bonner, Fátima decidiu dar adeus ao programa mais assistido da TV brasileira para comandar uma atração que mistura entretenimento e jornalismo com uma pequena plateia ao vivo.
Fátima Bernardes, Carioca, torcedora do Vasco, escolheu o jornalismo ainda pequena. Mas Fátima também pensava em ser bailarina. Ela então fez balé por toda a sua infância e juventude e chegou a dar aula para crianças, mas percebeu que sua vocação era para o jornalismo. Ela formou-se na Escola de Comunicação da UFRJ.
Filha de um sub-oficial da Aeronáutica e de uma dona de casa iniciou sua carreira como em jornais de bairros de “O Globo”, em 1985. No ano seguinte Fátima entrou para um curso de telejornalismo da Rede Globo e então foi chamada pata um trabalho temporário na emissora. A emissora a contratou em março de 1987 para apresentar o RJTV 3ª edição. Não demorou, Fátima Bernardes começou a fazer matérias para os telejornais nacionais.
A primeira vez em que Fátima entrou ao vivo no “Jornal Nacional” foi em 1988. Depois começou a fazer links com importantes matérias, tais como no caso do naufrágio do navio Bateau Mouche. Fátima foi convidada a apresentar o “Jornal Nacional” em 1989, ao lado de Eliakim Araújo, que posteriormente foi substituído por William Bonner. Da união profissional veio o casamento e o apelido de casal 20.
Um dos momentos inesquecíveis na carreira da jornalista foi na vinheta de final de ano da Globo em 1991, que tinha o slogan “Tente, invente, faça um 92 diferente” na qual Fátima Bernardes sapateava.
Em 1992 ela fez a cobertura das Olimpíadas de Barcelona, cobriu também um evento da ONU sobre meio ambiente no Brasil, entre outros casos. No final daquele ano, Fátima foi convidada a apresentar o “Fantástico”, programa em que ficou até 1995.
No ano de 1996, assumiu o cargo de editora-chefe do "Jornal Hoje" e um ano depois, teve uma passagem rápida pelo “Fantástico”. Foi em 1997 que a jornalista ficou grávida de seus trigêmeos – Laura, Beatriz e Vinícius – que nasceram no dia 21 de outubro do mesmo ano. A apresentadora ficou de licença pelo período de sete meses.
Em seu retorno, apresentou mais algumas edições do “Fantástico” para assumir definitivamente o seu lugar na bancada do “Jornal Nacional” em março de 1998, substituindo a jornalista Lilian Witte Fibe. Ao lado de seu marido William Bonner, a agora editora-executiva ajudou a mudar o jeito do telejornalístico.
Na cobertura da Copa do Mundo de 2002, na Coreia do Sul e do Japão, Fátima ganhou espaço também entre os jogadores da Seleção Brasileira de Futebol. Ela foi convidada a mostrar o cotidiano dos atletas e até os acompanhava no ônibus. Foi assim que levou o título de “musa da seleção”. Fátima virou a musa de todas as Copas. Em 2010, na África do Sul, suas roupas viraram tendência. Ao aparecer com gorros e cachecóis, ela virava assunto mais comentado no Twitter, com os internautas elogiando seu figurino.
Neste mesmo ano o casal do “JN” inovou ao entrevistar os candidatos à presidência do Brasil ao vivo. O formato foi repetido nas eleições de 2006 e 2010. A jornalista também fez uma entrevista especial para o “Globo Repórter” em uma entrevista com Dona Neyde Senna Silva, mãe do piloto Ayrton Senna da Silva.
Fátima Bernardes tem mais de duas décadas de TV Globo e sua carreira bem-sucedida reflete em seus admiradores. Todas as suas mudanças de cabelo são seguidas pelas mulheres da população brasileira. Tornam-se capas de revistas e dicas de moda. Suas roupas também são comentadas e fontes de inspiração.




Desde já o ARACNO deseja que essa nova fase de Fátima Bernardes seja de muito sucesso, assim como foi até agora. Fátima Bernardes é ARACNO Talentos.

Matéria do IG Gente

sexta-feira, 27 de abril de 2012

Pelé, Talento além do seu tempo

ARACNO Talento mostra um pouco da vida de Pelé,  Pelé completa 72 anos

Pelé é um ex-jogador brasileiro de futebol, podemos dizer com convicção, um jogador com a mente muito além de seu tempo. Mais conhecido como "Rei Pelé", encantou o mundo com seus dribles e passes, com movimentos nunca vistos e dificilmente copiados, seus gols não eram simples chutes a gol, era mágica. Foi designado o Embaixador Mundial do Futebol. Foi eleito o "Atleta do Século". Levou o Santos Futebol Clube, onde atuou por mais de vinte anos, a ganhar mais de quarenta taças. Foi artilheiro do campeonato paulista, ganhou o título 11 vezes, onde 9 foram consecutivas. Foi artilheiro da Libertadores, da Taça Brasil e do Torneio Rio São Paulo. Fez sua estréia na Seleção Brasileira com apenas 17 anos, incompletos, onde só se despediu em 1971. Jogou no New York Cosmos de 1975 a 1977. Foi Ministro dos Esportes entre os anos de 1995 e 1998. Ganhou títulos em várias parte do mundo.

Edson Arantes do Nascimento, o Pelé, nasceu em 23 de outubro de 1940, na cidade de Três Corações, Minas Gerais. Começou a carreira no infanto-juvenil do Bauru Atlético Clube, em São Paulo, onde conquistou o bicampeonato em 1954 e 1955.

Em 1956, foi levado para treinar no Santos F.C., pelo também jogador, Waldemar de Brito. Em jogo treino, Pelé fez quatro gols, onde seu time ganhou de seis a um. Sua primeira partida oficial foi no dia 7 de setembro de 1956, em jogo amistoso entre Santos e Corinthians. O resultado foi de sete a um para o Santos, com dois gols de Pelé. Na contagem de 1000 gols da carreira, este foi o primeiro oficializado. Pelé levou o Santos a conquistar mais de quarenta taças. Em 1974 fez o seu último jogo com a camisa do Santos.

Pelé fez sua estréia na seleção brasileira no dia 7 de julho de 1957, com 17 anos incompletos, no jogo contra a Argentina, no Estádio do Maracanã no Rio de Janeiro, onde marcou seu primeiro gol pela seleção, sendo esse gol oficializado como o primeiro para a contagem dos 1000 gols de sua carreira.

Pelé Participou de 115 partidas pela seleção brasileira, marcando 103 gols, sendo 92 oficiais. Foi convocado para a copa do mundo na Suécia, em 1958, quando foi pela primeira vez campeão mundial e marcou seis gols. Na copa do Chile em 1962, sofreu uma distensão muscular, no jogo contra a Tchecoslováquia, ficou fora da equipe e quem brilhou no seu lugar foi o jogador Garrincha. Participou ainda da copa de 1966, na Inglaterra e da copa de 1970, no México, quando a seleção trouxe para o Brasil a taça Jules Rimet. O último jogo de Pelé pela seleção foi no Estádio do Maracanã em 18 de julho de 1971, no partida entre Brasil e Iguslávia, com o placar de dois a dois.

Pelé jogou também no New York Cosmos no período de 1975 a 1977. A última partida pelo time americano foi no Giants Stadium em 1 de outubro de 1977. Foi eleito presidente honorário do New York Cosmos. Pelé marcou 1281 gols em 1363 partidas, número que fez dele o maior artilheiro da história do futebol. Pelé aposentou-se do futebol no ano de 1977 e desde então é o embaixador mundial do futebol. Entre 1995 e 1998 Pelé foi Ministro dos Esportes no governo de Fernando Henrique Cardoso.

Pelé recebeu títulos pelo mundo, em 1981 foi eleito o "Atleta do Século" pelo jornal L'Equipe. Em 1997 recebeu o título de Sir-Cavaleiro Honorário do Império Britânico, das mãos da Rainha Elizabete II. Em 1999 foi eleito o "futebolista do século". Em 2002 a FIFA o elegeu como o jogador de futebol do século XX.
Em novembro de 2011, Pelé lança se livro "Primeiro Tempo", onde relata fatos e curiosidades de sua carreira.

Além de jogador de futebol, Pelé gravou CDs e participou de 10 filmes.

Confira a Lista de 70 fatos sobre Pelé em 70 anos de Glória.




Gols de Pelé:


Emerson Fittipaldi, sinônimo de Talento


ARACNO Talentos mostra um pouco da história de Emerson Fittipaldi

O que o sobrenome Fittipaldi representa em corridas, também é sinônimo de simpatia e humildade. O ARACNO Talentos não podia deixar de homenagear esse grande homem, e muito menos deixar de falar na família Fittipaldi. Talento é pouco pra essa família.
Segundo filho do casal Wilson e Juzy Fittipaldi, Emerson é casado com Rossana Fanucchi Fittipaldi, com quem tem os filhos Emerson e Vittoria. O ex-piloto também é pai de Jason, Tatiana, Joana e Luca. É tio de Christian Fittipaldi, que também é piloto.

Emerson Fittipaldi é um dos mais vitoriosos automobilistas e foi o primeiro brasileiro a se tornar campeão mundial de Fórmula 1. Emerson abriu portas para os outros brasileiros também em outras categorias de ponta no automobilismo internacional. Foi bicampeão da Fórmula 1 em 1972 e 1974, campeão de Fórmula Indy em 1989 e bicampeão das 500 milhas de Indianápolis em 1989 e 1993. Atualmente, trabalha como diretor da equipe A1 Team Brasil, que representa o país na A1GP. Fittipaldi também dublou um carro na animação Carros 2.

Emerson Fittipaldi começou sua carreira internacional em 1969, na Inglaterra, aos 22 anos de idade, disputou e sagrou-se campeão da Fórmula 3 inglesa. Seu talento foi notado por Colin Chapman, proprietário da equipe Lotus de Fórmula 1, que o contratou no ano seguinte para correr pela sua equipe.

Fórmula 1
A corrida de estréia na Fórmula 1 foi no Grande Prêmio da Inglaterra, em Brands Hatch, onde terminou a prova em oitavo. Três semanas depois, em Hockenhein, marcou seus primeiros pontos, com um quarto lugar. No final daquele ano, em Monza, seu companheiro de equipe, o austríaco Jochen Rindt, que liderava o campeonato, faleceu num acidente. A Lotus, de luto, retirou-se por duas corridas e voltou no penúltimo GP da temporada, em Watkins Glen. Nesse dia, Emerson venceu sua primeira corrida e, ao mesmo tempo, impossibilitou seus adversários de alcançar a pontuação de Rindt, que assim sagrou-se campeão mundial depois de sua morte.

O ano de 1971 não viu vitórias de Emerson, embora sua atuação consistente lhe tenha garantido três pódios. Em 1972, com 5 vitórias, Fittipaldi tornou-se o campeão mundial mais jovem da história da Fórmula 1, com 24 anos, oito meses e 29 dias, recorde que manteve por mais de três décadas e que só foi quebrado em 2005, pelo piloto espanhol Fernando Alonso.

Em 1973, Emerson venceu mais 3 corridas, no entanto perdeu o título para o escocês Jackie Stewart. O sucesso contribuiu fortemente para a entrada do Grande Prêmio do Brasil no calendário internacional no ano seguinte, no circuito de Interlagos. Ele mesmo venceu a corrida inaugural.

Em 1974, o piloto brasileiro trocou a Lotus pela McLaren, e, com 3 vitórias (uma delas no Brasil), sagrou-se bicampeão do mundo. Ainda competitivo, venceu mais duas corridas pela mesma equipe no ano seguinte.

Copersucar Fittipaldi
Em 1975, fundou, em parceria com o irmão, a equipe Fittipaldi, equipe inteiramente brasileira e que contava com o apoio da empresa estatal Coopersucar, nome pelo qual a equipe se tornou mais conhecida entre os brasileiros. O primeiro ano em sua própria equipe (1976) foi frustrante, com constantes abandonos.

Em 1977, Emerson conquistou alguns resultados razoáveis, como três quartos lugares, mas foi em 1978 que ocorreu o grande momento de Emerson em sua própria equipe, ao terminar o Grande Prêmio do Brasil no circuito de Jacarepaguá em segundo lugar.

A partir de então houve um declínio técnico na equipe, e, ao final de 1980, no mesmo circuito de Watkins Glen onde vencera sua primeira prova, Emerson Fittipaldi retirou-se da Fórmula 1 como piloto. Em 1982, após seu piloto Chico Serra marcar um ponto no Grande Prêmio da Bélgica, sua equipe fechou as portas.

Anos depois Emerson iria para os Estados Unidos, onde venceu a F-Indy em 1989, sendo campeão das 500 milhas de Indianápolis em duas ocasiões.
Com isso Emerson Fittipaldi é o único piloto da história do automobilismo a ter vencido duas vezes o campeonato mundial de pilotos da Fórmula 1 e uma vez a temporada da Fórmula Indy norte-americana. Ao longo de quase 30 anos nas pistas, Emerson colecionou 36 vitórias e 18 poles nas duas categorias, tendo vencido duas vezes as 500 Milhas de Indianápolis, a mais tradicional prova do automobilismo americano, e duas vezes o Grande Prêmio Brasil de F1. Pontuou em todos os campeonatos que disputou nas duas categorias e venceu em todas as temporadas da F-Indy entre 1985 e 1995. Emerson fez sua última corrida pela F1 correndo pela Fittipaldi/Ford no GP dos EUA de 1980, em Watkins Glens, o mesmo circuito onde conquistara sua primeira vitória, dez anos antes, pela Lotus/Ford. Sua última vitória na F1 foi no GP da Inglaterra, em 1975, a mesma prova em que estreara na categoria cinco anos antes, só que em circuitos diferentes. O GP Marlboro 500, em Michigan, onde Emerson sofreu o acidente que encerrou sua carreira na Indy foi o mesmo onde ele conquistara sua primeira vitória na categoria, em 1985.

Mais Emerson Fittipaldi:


Emerson e Rossana


Monza,  Ômega e Kawasaki Fittipaldi


PILOTOON Fittipaldi 1978




Equipe A1 Team Brasil

segunda-feira, 23 de abril de 2012

Phlavi silva dança “Sentadinha” e esquenta o YouTube

Phlavi silva voltou e vai Incendiar a galera com “Sentadinha” de Saiddy Bamba


Após mostrar todo seu talento com “Que Time é Teu” e “Amante Atual”, Flaviane incendeia a galera e leva a loucura com todo seu charme, carisma e é claro, linda em todo seu balanço, dando aquela “Sentadinha” de Saiddy Bamba. Essa gata está colecionando fãs por todo o Brasil e cada vez mais encanta seus seguidores, confira seu mais novo vídeo postado no YouTube.
Ela prometeu e cumpriu, lançando e dançando os três títulos, só fica a grande expectativa entre os fãs, será que Phlavi silva voltará a surpreender?

Acesse seu Blog - Siga-a no Twitter @PhlaviSilva.

quarta-feira, 18 de abril de 2012

Laura Rizzotto abre show de Demi Lovato


Cantora de 17 anos, revelada por Xuxa, abre show de Demi Lovato

Com canções em inglês e português reunidas em disco lançado pela Universal, Laura se apresenta na abertura do show de Demi Lovato no Rio nesta quinta-feira (19). Depois, viaja para Boston, onde um dormitório na Berklee College of Music a espera. Por lá, fará o curso de graduação em composição. A formação da moça de 17 anos começou com aulas de piano clássico na Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) e lições de balé.
Os cursos, porém, não deram a mesma exposição da canja de Laura em show de talentos no "TV Xuxa", em 2007, então com 12 anos. "Cantei 'Velha infância' [Tribalistas]. Queria seguir carreira e a Xuxa foi um amor. Voltei no ano passado e lancei meu CD. Foi como um daqueles 'antes e depois'."
Quando começou a se interessar por música, Laura Rizzotto fez um pacto com os pais. "Eles disseram: 'se até você se formar no colégio, tiver um contrato com gravadora, então está liberada'", recorda a cantora em entrevista por telefone ao G1 da Globo. Leia a entrevista.

Assista Laura Rizzotto:

segunda-feira, 2 de abril de 2012

Phlavi silva está de volta com AMANTE ATUAL


Ela prometeu e está de volta, depois do sucesso na dança do vídeo "QUE TIME É TEU" Flaviane dos Santos Silva está de volta em AMANTE ATUAL SAIDDY BAMBA, conhecida nas redes sociais como Phlavi silva, esbanja talento com o que mais gosta de fazer, DANÇAR. Moradora do município de Lauro de Freitas, Salvador –Ba, divide seu hobby com o trabalho e os estudos, uma Garota que não mede esforços para falar o que pensa, é muito sincera. Phlavi silva sempre alegre para ficar de bem com a vida, para passar uma boa energia para todos que estão em sua volta.

Essa “menina” gosta de dançar desde muito pequena, ao ver outras garotas postarem vídeos de dança no YouTube, criou coragem e ousadia e colocou seu próprio vídeo. Com todo o sucesso que Phlavi silva quer ganhar, seu sonho não é diferente de muitos que tentam se lançar na internet, ser conhecida e admirada, estar em um programa de TV e é claro, ser aclamada por seus fãs.
Acesse seu Blog - Siga no Twitter @PhlaviSilva.





ARACNO Talentos convoca você

O mais novo espaço aberto para que você mostre seu TALENTO, o ARACNO Talentos divulgará seu talento para o Mundo. Para divulgar seu trabalho é só enviar para roaracno@gmail.com contando um pouco de seu trabalho. Se for vídeo, envie o link do YouTube (importante ser do YouTube), em caso de desenho ou arte, é importante sua assinatura no próprio desenho, pois o artista é você. Logo depois de toda essa burocracia, basta deixar um comentário aqui mesmo, como assinatura, e deixar sua arte ser vista por todos. Não poderão ser divulgadas quaisquer imagem que comprometa o bom senso da família, pois aqui o que queremos é entretenimento e diversão para todos. Sejam bem vindos.

Mais Talento